Carregando...
Midiacon News
www.MIDIACON.com.br
Busque por Notícias
Midiacon - Sua mídia conectada
Terça-feira
17 de julho de 2018
14 de abril de 2018 - 10:50 Casal é encontrado morto e sem as roupas em SP; mulher levou machadadas
Casal é encontrado morto e sem as roupas em SP; mulher levou machadadas

Portal G1 Clique para ampliar a imagem

Publicidade

Machado com manchas de sangue foi apreendido. Polícia Civil em Miracatu, no interior paulista, investiga o caso.

Um homem e uma mulher foram encontrados mortos e sem as roupas dentro do sítio onde moravam em Miracatu, na região do Vale do Ribeira, no interior de São Paulo. A polícia encontrou e apreendeu no local um machado sujo de sangue, e investiga as circunstâncias do ocorrido. Segundo apurado pelo G1 na madrugada deste sábado (14), ainda não é possível determinar a data exata da morte do casal.

Segundo informações da Polícia Civil, a cuidadora de idosos Maria da Silva Araújo, de 55 anos, foi encontrada na sala da casa, localizada na Estrada Vista Grande, com ferimentos profundos na cabeça. Já o lavrador José Roberto do Espírito Santo Filho, de 50 anos, estava em um dos quartos, mas sem machucados aparentes.

Foram os próprios familiares que os localizaram depois de o casal, que mantinha relacionamento há pelo menos três anos, não responder aos contatos feitos nos dias anteriores. Parentes arrombaram a porta da residência e encontraram ambos já mortos.

Policiais foram acionados e encontraram na propriedade, sujo de sangue e com fios de cabelo grudados, um machado, provavelmente usado para ferir a cuidadora na cabeça. O homem, entretanto, apresentou sinais de envenenamento, já que substâncias também foram achadas no entorno dos corpos.

A princípio, a Polícia Civil acredita que José Roberto tenha executado a esposa e, depois, se matado. Entretanto, as circunstâncias fazem com que os investigadores ainda não descartem o envolvimento de terceiros na ocorrência. O casal não teve nada roubado, segundo parentes.

Para a polícia, familiares disseram que ambos não tinham histórico de brigas, e que desconhecem eventual motivação para José Roberto ter matado a esposa. O caso segue em investigação pela Delegacia Sede de Miracatu, que passará a ouvir conhecidos e vizinhos na próxima semana. Até o momento ninguém foi preso.





Fonte: Portal G1
© Copyright 2006 - Midiacon - Todos os direitos reservados
info@midiacon.com.br - Tel.: +55 11 3796 2965
Desenvolvimento mastermedia