Carregando...
Midiacon News
www.MIDIACON.com.br
Busque por Notícias
Midiacon - Sua mídia conectada
Terça-feira
17 de outubro de 2017
30 de março de 2017 - 15:34 Contas do governo têm pior fevereiro em 20 anos
Contas do governo têm pior fevereiro em 20 anos

Portal G1 Clique para ampliar a imagem

Publicidade

Contas do governo registram déficit de R$ 26,3 bilhões em fevereiro
Em janeiro, contas do governo haviam tido superávit, mas voltaram ao vermelho no mês passado. Resultado foi o pior para meses de fevereiro da série histórica do Tesouro Nacional.


ois de registrar superávit em janeiro, as contas do governo voltaram ao vermelho em fevereiro. No mês passado, foi registrado um déficit primário de R$ 26,263 bilhões, segundo números divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional nesta quinta-feira (30).

Isso significa que as despesas do governo federal superaram as receitas com impostos em R$ 26,263 bilhões no mês passado. Foi o pior resultado para meses de fevereiro de toda a série histórica do Tesouro, que começa em 1997.
Antes de 2017, o pior resultado para meses de fevereiro havia ocorrido no ano passado, quando as contas do governo ficaram negativas em R$ 25,002 bilhões.

No acumulado do primeiro bimestre, as contas do governo acumulam déficit de R$ 7,222 bilhões, o segundo pior resultado da série histórica para este período. Em 12 meses, as despesas superaram as receitas em R$ 151,310 bilhões.
Na quarta (29), a equipe econômica anunciou uma série de medidas, de aumento da arrecadação e de corte de gastos, para fechar o buraco de R$ 58,2 bilhões no orçamento e tentar atingir a meta fiscal fixada para 2017, que é de déficit de R$ 139 bilhões.

As medidas anunciadas foram:

Bloqueio de R$ 42,1 bilhões em gastos públicos

Receita extra com a reoneração da folha de pagamento: R$ 4,8 bilhões

Receitas extras com relicitação de 4 hidrelétricas: R$ 10,1 bilhões

Receita extra com a equiparação da alíquota de IOF de cooperativas de crédito,
com aa cobrada de bancos: R$ 1,2 bilhão

Previdência Social
A Secretaria do Tesouro Nacional informou que o rombo da Previdência Social (sistema público que atende aos trabalhadores do setor privado) foi de R$ 13,548 bilhões em fevereiro, valor que corresponde a mais da metade do déficit registrado no mês anterior.

O déficit de R$ 13,548 bilhões é ainda 26% maior que o registrado em fevereiro do ano passado, quando as contas da Previdência ficaram no vermelho em R$ 10,263 bilhões.

Para 2017, a expectativa do governo é de um novo crescimento no rombo do INSS. A previsão no orçamento já aprovado pelo Congresso Nacional é de um resultado negativo de R$ 181,2 bilhões.

Receitas e Despesas
As receitas totais do governo registraram uma leve alta de 0,2%, já descontados os efeitos da inflação, passando de R$ 89,606 bilhões em fevereiro de 2016 para R$ 94,058 bilhões em fevereiro de 2017.

Já quando se desconta as transferências feitas pela União, por exemplo, para estados e municípios, as receitas apresentam uma queda real (descontada a inflação) de 2,2%. Com isso, as receitas liquidas ficaram em R$ 69,145 bilhões. Esse é o valor usado para o cálculo do déficit das contas públicas.

As despesas totais registraram uma queda real de 1,5% e totalizaram R$ 95,408 bilhões em fevereiro de 2017.

Concessões e investimentos
O gasto do governo com investimentos caiu 58,8% em fevereiro de 2017, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, passando de R$ 4,290 bilhões para R$ 1,769 bilhão. Os gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) caíram 66%. Dentro do PAC, os gastos com o Minha Casa Minha Vida caíram 88,6% no mês passado.

Do lado das receitas, o governo reduziu a arrecadação com permissões e concessões em 56,3%, R$ 118,7 milhões a menos.

Fonte: Portal G1
© Copyright 2006 - Midiacon - Todos os direitos reservados
info@midiacon.com.br - Tel.: +55 11 3796 2965
Desenvolvimento mastermedia