Carregando...
Midiacon News
www.MIDIACON.com.br
Busque por Notícias
Midiacon - Sua mídia conectada
Sábado
18 de agosto de 2018
27 de março de 2018 - 14:59 Justiça suspende por liminar cobrança de débito fiscais de R$ 487 milhões do Corinthians
Justiça suspende por liminar cobrança de débito fiscais de R$ 487 milhões do Corinthians

Portal G1 Clique para ampliar a imagem

Publicidade

Clube alegou que intimações de processo da Receita para cobrança de impostos e contribuições foram irregulares e consegue prazo para responder sobre débito.

Justiça Federal suspendeu por liminar parcial a exibilidade de R$ 487 milhões de dívidas de tributos (como impostos, por exemplo) do Corinthians com a Receita Federal. A decisão é do juiz federal Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo.

A liminar determina ainda que abra novo prazo para o time apresentar recurso ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), no prazo de 15 dias, do valor que está sendo cobrado.

O Corinthians alegou ter sido surpreendido com a lavratura de quatro autos de infração para a cobrança de débidos de Imposto de Renda, Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), que passaram a ser cobrados após a suspensão de uma isenção que o clube possuía.

O clube alegou que não foi notificado da decisão em primeira instância administrativa do caso.

O clube diz que a Receita Federal informou que as notificações foram feitas por meio do DTe (Domicílio Tributário eletrônico), passando o prazo para recursos sem que o Corinthians se manifestasse. O time pediu que a intimação fosse feita novamente, o que foi negado.

Alegando vício nos processos administrativos, por nulidade de intimação no âmbito da primeira instância administrativa, o time entrou na Justiça com mandado de segurança. Primeiro, o pedido foi negado, mas em novo recurso, o juiz entendeu que o time não havia escolhido receber as notificações da Receita por meio do domicílio eletrônio, o que anulou todos os atos administrativos da Receita no processo de cobrança dos impostos.

Até então, o time era notificado via correio.

Cabe recurso da decisão liminar que proibiu a Receita temporariamente da cobrança.



Fonte: Portal G1
© Copyright 2006 - Midiacon - Todos os direitos reservados
info@midiacon.com.br - Tel.: +55 11 3796 2965
Desenvolvimento mastermedia