Carregando...
Midiacon News
www.MIDIACON.com.br
Busque por Notícias
Midiacon - Sua mídia conectada
Sexta-feira
23 de junho de 2017
20 de fevereiro de 2017 - 10:0 CEO do Uber ordena "investigação urgente" sobre alegações de assédio sexual
CEO do Uber ordena "investigação urgente" sobre alegações de assédio sexual

Foto divulgação Clique para ampliar a imagem

Publicidade

O presidente-executivo da Uber Technologies, Travis Kalanick, ordenou uma "investigação urgente" sobre as alegações de assédio sexual na empresa de serviço de transporte urbano por aplicativo feito por uma ex-funcionária.

O executivo disse no domingo (19) que instruiu seu diretor de recursos humanos a investigar as acusações descritas em um post em um blog por Susan Fowler, que trabalhou como engenheira na Uber de novembro de 2015 a dezembro de 2016.

Em uma declaração enviada à agência de notícias Reuters, Kalanick chamou as alegações de Fowler de "abomináveis e contra tudo o que a Uber defende e acredita".

Fowler escreveu no post publicado no domingo que ela foi submetida a assédio sexual, mas, quando relatou a ofensa para os funcionários de recursos humanos e de gestão, eles se recusaram a punir o agressor porque ele tinha "um alto desempenho".

Fowler, que agora é engenheira na empresa de pagamentos Stripe, disse que seu gerente usou o software de bate-papo da empresa para tentar "fazer com que eu fizesse sexo com ele". Ela fez imagens da tela com as mensagens e relatou.

Em vez disso, a administração disse que "eles não se sentiriam confortáveis punindo-o pelo que provavelmente foi apenas um erro inocente de sua parte", escreveu Fowler.

"Nós procuramos fazer da Uber um local de trabalho justo e não pode haver absolutamente nenhum lugar para esse tipo de comportamento na Uber --e qualquer um que se comporte assim ou pensa que isso está OK será demitido", disse Kalanick no domingo.



Fonte: UOL notícias




© Copyright 2006 - Midiacon - Todos os direitos reservados
info@midiacon.com.br - Tel.: +55 11 3796 2965
Desenvolvimento mastermedia