Gestação exige cuidado com a saúde da coluna

0 32

A gravidez é um momento de muitas transformações na vida de uma mulher. Gerar um filho traz uma série de desafios e a maioria deles tem relação direta com a saúde e as alterações no corpo. Náuseas, enjoos, mamas sensíveis, cansaço, inchaços e azia são alguns dos sintomas mais comuns mencionados na Cartilha da Gestante elaborada pela Fundação Abrinq e o Centro de Estudos de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina do ABC (Cesco). 

Além disso, o documento também elenca alguns sintomas da área de ortopedia. Dores nas articulações, dor lombar e câimbra nas pernas podem ser comuns durante o período gestacional, devido à sobrecarga do peso do bebê na coluna da mãe. De acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), essas dores são comuns durante a gestação e, na maioria das vezes, não apresentam nenhum problema sério para a coluna. 

No entanto, o órgão afirma que, durante a gravidez, é essencial que as mães tenham acompanhamento especializado com profissionais da área de obstetrícia para minimizar problemas nas costas

Como prevenir as dores na coluna durante a gestação? 

Segundo um levantamento publicado na “Revista Brasileira de Anestesiologia”, cerca de metade das gestantes apresenta dor lombar em algum momento da gestação ou durante o puerpério. O índice sobe para 65% no caso de grávidas em idades avançadas. 

Por ser um sintoma comum durante o período gestacional, muitos médicos e profissionais de saúde que acompanham as grávidas costumam dar dicas para prevenir e minimizar as dores na região lombar, pernas e articulações. 

Ter atenção com a postura e a posição ao dormir, evitar pegar peso em excesso, escolher sapatos adequados, fazer atividade física e utilizar mecanismos específicos quando o incômodo surgir são algumas das orientações passadas pela SBOT às gestantes. 

No entanto, é preciso ressaltar que, caso as dores nas costas e pernas sejam muito intensas ou venham acompanhadas de outros sintomas, o obstetra deve ser comunicado para que a mãe obtenha o tratamento mais adequado, sem comprometimento à gestação. 

Tenha atenção com a postura 

A coluna, apesar de importante, costuma ser negligenciada pela maioria das pessoas. De acordo com a SBOT, as dores na região lombar ou nas costas podem ser causadas por uma série de fatores, como a falta de exercícios físicos, levantamento de peso de maneira inadequada e, inclusive, hábitos incorretos com a postura ao deitar, sentar ou realizar qualquer atividade do dia a dia. 

Durante a gestação, essa parte do corpo acaba sendo bastante comprometida e, por esse motivo, a atenção deve ser redobrada. Conforme a Cartilha da Gestante elaborada pela Fundação Abrinq e o Cesco, as dores de coluna são comuns no segundo e terceiro trimestre da gestação, podendo ser evitadas com atenção à postura. 

No dia a dia, é essencial que as mães mantenham a postura adequada ao andar, sentar e deitar. Para alinhar a coluna, algumas gestantes utilizam cinta, mas cabe ressaltar que o uso do item só deve ser feito caso haja a liberação do obstetra, pois pode causar pressão na barriga. 

Além disso, ficar muito tempo em pé ou sentada pode ajudar no surgimento do incômodo nas costas. Assim, é importante intercalar as posições para reduzir as chances das dores.

Atente-se à posição ao dormir 

Na hora de dormir, as mães também devem se manter atentas às costas. Segundo a SBOT, ter cuidado ao deitar pode minimizar as dores na lombar e em outras partes do corpo. 

Para as gestantes, deitar com a barriga para cima é uma das melhores opções, pois ajuda a aliviar a pressão nas costas. Além disso, é possível utilizar almofadas nas pernas para diminuir o peso no quadril e na região lombar. Essa prática reduz dores, já que mantém a coluna alinhada. 

Cuidado ao carregar excesso de peso no dia a dia 

Outro aspecto citado pela SBOT como facilitador no surgimento de dores na lombar durante a gestação é levantar peso em excesso. Algumas mães acabam esquecendo desse detalhe e realizam um esforço físico intenso no período gestacional, o que pode resultar na sobrecarga da coluna e, posteriormente, no aparecimento de dores na região. 

Durante a gravidez, é essencial evitar levantar objetos muito pesados ou realizar qualquer tipo de esforço exagerado. Essas práticas, além de prejudicarem a coluna, podem ainda comprometer outros aspectos da saúde. 

Escolha sapatos adequados 

O uso de sapatos inadequados é um dos principais causadores de dores na região da coluna, conforme a SBOT. Durante a gravidez, esse aspecto também deve ser considerado pelas gestantes, pois, além do incômodo, os pés podem sofrer com inchaços e dores. 

Calçados confortáveis, ortopédicos e não muito altos são os mais indicados para as mães. Esses itens proporcionam bem-estar e minimizam o risco do surgimento de dores na coluna durante o período gestacional. 

Faça atividades físicas 

Muitas pessoas tendem a acreditar que, durante a gravidez, os exercícios físicos não devem ser praticados. Mas a realidade não é essa. De acordo com a Cartilha da Gestante, a prática de atividades físicas é recomendada e pode proporcionar benefícios à saúde da mãe e do bebê. 

Atividades físicas como caminhadas, hidroginástica, alongamentos e até mesmo a musculação podem ajudar no fortalecimento muscular e na diminuição das dores na coluna. Além disso, manter-se ativo é um fator que ajuda no combate do excesso de peso, um fator que pode afetar uma gestação saudável. 

Nesses casos, é essencial que a gestante converse com o médico para obter a autorização para desempenhar qualquer uma das práticas. Além disso, durante o exercício, ela deve ser acompanhada por um profissional de educação física. 

Saiba como agir caso a dor surja 

Na gestação, se prevenir é a melhor forma de evitar dores na coluna, mas em alguns casos ela acaba sendo inevitável. Por isso, é importante conversar com o médico e seguir as orientações para sanar dores nas costas. 

Geralmente, massagens, técnicas de relaxamento e compressas de água quente tendem a aliviar a tensão muscular e o desconforto na coluna. Fora isso, o uso de qualquer medicação só deve ser feita com prescrição médica.

Não perca tempo procurando as melhores informações. Assine a nossa newsletter e tenha tudo reunido em um só lugar!
Você merece estar por dentro de tudo o que acontece! Inscreva-se agora e receba as últimas notícias, atualizações e ofertas especiais em primeira mão, diretamente em sua caixa de entrada
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, assine agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar consulte Mais informação